Entrevista com Gabriela Salgado Pilotto

foto_gabrielaPrecoce, tanto na área profissional como na esportiva, Gabriela Salgado Pilotto começou no ballet nos primeiros anos de vida e com 17 iniciou suas aventuras no mundo dos esportes. Três anos depois já trabalhava em uma grande empresa e, com 29 anos já era gerente. Em 2014 sua vida tomou novos rumos que culminaram em 2017 com a publicação do livro “3 em 1 – Os desafios do Triathlon”.

Fale da sua trajetória profissional.

Iniciei minha carreira profissional muito jovem e aos 20 anos de idade já trabalhava em uma grande empresa no mercado de serviços financeiros na área de Marketing no Brasil. Passei depois por áreas de produtos, planejamento estratégico e aos 26 mudei para a área de Vendas, onde encontrei minha grande paixão “Novos negócios”. Aos 29 anos assumi uma Gerência Nacional de Vendas. Em 2014 mudei para Berlim e comecei a trabalhar como parceira de negócios com algumas consultorias de mercado ajudando empresas alemãs a iniciarem seus negócios no Brasil e empresas brasileiras a iniciarem seus negócios na Alemanha, e em paralelo lancei um Blog sobre Berlim.

Como surgiu o seu interesse por esportes?

Aos 17 anos eu decidi parar de dançar Ballet Clássico, onde vivenciei momentos indescritíveis por alguns anos da minha vida. E então iniciei minhas aventuras no mundo dos esportes. Desde criança adorava desafios relacionados não somente a mente, mas também relacionados com o físico.

E a ideia de escrever o livro?

A ideia de escrever o livro foi muito espontânea. Desde 2014 comecei a escrever com mais frequência no Blog (Berlim esportes e vida que lancei em Nov/2014), alem disso, sempre tive interesse e curiosidade por historias de amigos e colegas que praticavam esportes.

Cheguei a fazer algumas pesquisas e escrever alguns artigos para Blogs sobre esportes no Brasil. Foi ai então que decidi começar a contar a minha historia e compartilhar experiências vividas por mim ou por amigos. E o livro foi direcionado ao mundo do Triathlon.

O que o leitor vai encontrar no livro?

O leitor vai encontrar historias divertidas, aprendizados, momentos vividos, superação, desafios e descobertas. O livro foi escrito de coração e alma, revelando alguns segredos e experiências passadas no mundo dos esportes.

O livro desperta o interesse de todos os apaixonados, interessados ou curiosos sobre esse mundo, que algumas vezes parece um pouco diferente e distante de quem não vive ou não tem ninguém por perto que pratica. Quem tiver interesse, pode adquirir o livro em https://go.hotmart.com/J5809728L.

Quais as maiores dificuldades que você encontrou quando estava escrevendo?

A maior dificuldade foi contar os meus erros e decepções. É natural o ser humano gostar de compartilhar somente vitórias, mas isso passa uma sensação artificial e no livro conto a realidade e o fato.

Quais as suas expectativas?

Minhas expectativas são despertar o interesse nas pessoas que ainda não praticam esportes, encorajar os que já praticam, mas ainda tem bloqueios para enfrentar um Triathlon, e para os já triatletas, se divertirem com as situações contatas no livro.

Como você vê o mercado editorial brasileiro para os livros esportivos?

Atualmente o mercado editorial no Brasil tem um foco muito especifico para o futebol. As editoras acabam optando por escritores com conhecimento nesse segmento, pois gera uma segurança maior no retorno do investimento da editora.

Muitos brasileiros não sabem nem o que é um triathlon, mas eu vejo uma grande oportunidade de explorar esse nicho que vem crescendo entre os brasileiros nos últimos anos. As provas de triathlon a cada ano que passa ficam com vagas esgotadas em menos de 1 dia de inscrição.

Você teve facilidade de encontrar uma editora? Como foi esse processo?

Não sei dizer se tive facilidade ou sorte. Antes de ter o material pronto, precisava participar de um triathlon que seria o final do meu livro (último capitulo), como não sabia se teria sucesso ou não de finalizar a prova de triathlon, não tinha certeza se finalizaria o livro.

Encaminhei três e-mails, um para a Via Escrita e outros dois para outras editoras, contando da ideia do livro sobre “triathlon”. A Via Escrita me respondeu que tinha interesse em avaliar o material. Passado um mês consegui finalizar o material, sendo assim encaminhei para a Via Escrita e obtive uma resposta positiva, então iniciamos todo o processo e trabalho com o livro “3 em 1 – Os desafios do triathlon”.

Você acha importante uma aproximação maior entre leitores e autores? O que pensa da ideia dos leitores conhecerem os livros a partir dos autores?

Sim, acho importante essa aproximação e a ideia de conhecer melhor o autor, passando uma segurança no momento da decisão da compra do primeiro livro que o leitor comprará desse autor.

Normalmente os leitores querem aprender durante uma leitura, eles decidem comprar um livro pelo fato de absorverem e aumentarem o seu nível de conhecimento em algum assunto, ou para entender outros pontos de vista a partir de um livro, sendo assim eu acredito que os leitores podem contribuir também com ideias e sugestões produtivas para um escritor. Faz todo o sentido essa interação, leitor x escritor.

Você tem a intenção de futuramente escrever outro livro?

Sim, foram momentos especiais e inesquecíveis o tempo que me dediquei para escrever o livro, me emocionei em vários instantes lembrando de situações vividas. Quando temos paixão pelo o que escrevemos, contagiamos os leitores a se envolverem e entrarem dentro de nossas historias.

9 thoughts on “Entrevista com Gabriela Salgado Pilotto

  1. Muito bom vocês publicarem também entrevistas com autores não ligados ao tema futebol. Adoro futebol, mas é bacana conhecer outros esportes.

  2. Parabéns pela sua trajetória de vida. O livro é a memória das emoções e escolhas em sua Vida.
    Apesar de tarde, já encomendei o livro. rsrs
    Parabéns, pois o sucesso já está contigo: a paixão por produzir exemplos de relevância à comunidade esportiva e aos jovens.

  3. Penso que o Consultor Esportivo Ricardo Arap no prefácio do livro, pontuou bem os valores da escritora.
    Gostei muito do conteúdo e da evolução dinâmicas que a escritora construiu ponto por ponto de muitas histórias, dicas, exemplos de superação e hábitos saudáveis, que nos estimulam a praticar.
    E pra fechar, um posfácio com a gigante brasileira Ariane Monticeli.
    PARABÉNS!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *